Você está em: Início / Notícias / Programa de Recapeamento já aplicou cinco mil toneladas de asfalto

Programa de Recapeamento já aplicou cinco mil toneladas de asfalto

20/11/2017

Lançado há pouco mais de dois meses, o Programa de Recapeamento já apresenta dados que comprovam a eficiência do trabalho de recuperar a malha viária da capital. Somando mais de 50 mil metros quadrados, o programa já recapeou importantes corredores de trânsito em pontos diferentes e estratégicos e aproximadamente cinco mil toneladas de asfalto foram aplicadas nas vias públicas. Todo o trabalho executado pela Prefeitura de Aracaju, por meio da Empresa Municipal de Obras e Urbanização (Emurb), tem por objetivo a melhora imediata do pavimento e o atendimento às exigências da Política Nacional de Mobilidade Urbana e do Plano Municipal de Mobilidade.

Desde que as primeiras toneladas foram aplicadas na avenida Alexandre Alcino, a maior e mais movimentada via do bairro Santa Maria, o programa já beneficiou ruas no Bairro América; as avenidas Euclides Figueiredo e Augusto Maynard, por onde trafegam diariamente milhares de veículos, e ruas dos bairros Luzia e Santo Antônio. Os resultados positivos já são visíveis e devem, a curto e médio prazos, equacionar toda a demanda reprimida que foi acumulada nos últimos anos. Outro desafio das políticas de infraestrutura e mobilidade é harmonizar o movimento do grande número de meios de transportes que ocupam as ruas de Aracaju que, segundo dados do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), ultrapassam 245 mil veículos.

Pelos relatórios e levantamentos feitos pelos técnicos da Emurb, em menos de um ano a gestão do prefeito Edvaldo Nogueira tem avançado na retomada dos políticas estruturantes. "Em que pese todos os problemas encontrados, já é possível afirmar que estamos trabalhando para reconstruir a cidade e o que é fundamental: tudo feito com afinidade com a população. Temos do prefeito Edvaldo Nogueira a liberdade, mas também a determinação expressa, de não medir esforços para recuperar a malha viária", revela o presidente da empresa municipal Sérgio Ferrari.

Mobilidade

A prova do compromisso da administração com a mobilidade pode ser constatada nos investimentos na área. Em menos de um ano já foram investidos mais de R$ 15 milhões em obras de mobilidade urbanas espalhadas de norte a sul da cidade. São investimentos estratégicos que priorizarão a universalização do acesso à cidade, mobilidade sustentável, acessibilidade universal e a equidade no acesso e uso do espaço público de circulação.

Outra medida fundamental da atual gestão foi a retomada do Plano de Mobilidade que, a priori, inclui a requalificação de quatro corredores de trânsito e está centrado atualmente nas avenidas Ministro Geraldo Barreto Sobral e Pedro Valadares, importantes corredores de trânsito utilizados para acessar os grandes centros de compras da cidade e como eixo de tráfego entre a zona Sul e o Cento Comercial. A obra tem o valor aproximado de R$ 3 milhões, em recursos conveniados com o Governo Federal, e faz parte do Sistema Integrado de Transporte Público. A obra inclui os serviços de selagem de trincas com emulsão, que deverá corrigir e nivelar as partes do pavimento com afundamento, e aplicação de Concreto Betuminoso Usinado a Quente (CBUQ), tipo de revestimentos asfáltico mais utilizados nas vias urbanas.

Operação tapa-buraco

Cotidianamente as equipes de tapa-buraco desenvolvem ações paliativas em vários bairros. Os cuidados com a malha viária atingem, em média, 450 ruas por mês. Através de uma programação diária que leva em consideração aspectos técnicos que medem o envelhecimento pavimento, o fluxo de veículos e o risco de acidente, o órgão municipal aplica em média 30 toneladas de asfalto por dia nos vários corredores de trânsito da capital.

fonte: ASN


Veja também