Você está em: Início / Cultura / Mais de 100 mil pessoas passaram o réveillon na Orla de Aracaju

Mais de 100 mil pessoas passaram o réveillon na Orla de Aracaju

02/01/2020

O Réveillon 2019 atraiu muitas pessoas para a Orla de Atalaia na capital sergipana. No local, além do show promovido pela Prefeitura Municipal de Aracaju (PMA), aconteceu a tradicional queima de fogos e os shows nos bares localizados ao longo da orla marítima. De acordo com a PMA, mais de 100 mil pessoas assistiram ao show da virada, superando a expectativa de público.

O prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira, entende que a festa é importante para a economia da cidade e é um momento de celebração. “A cada ano, a festa foi ficando mais organizada, mais bonita e assim foi atraindo mais gente. Temos como marcas a segurança e a tranquilidade. O resultado disso é a presença de mais de 100 mil pessoas fazendo esta festa linda, a maior dos últimos anos”, afirma.

De acordo com a Prefeitura, diversos serviços foram pensados e articulados intersetorialmente para melhor atender sergipanos e turistas que escolheram a capital sergipana como destino para receber o novo ano. Ao todo, mais de 700 pessoas da administração municipal trabalharam na operação nas mais diversas áreas, como a Guarda Municipal, agentes de trânsito, profissionais de saúde, técnicos da Defesa Civil, garis e margaridas, entre outros.

Segurança

A festa na Orla de Atalaia foi tranquila. De acordo com a Guarda Municipal, houve apenas um caso que precisou de condução à delegacia. “Nesse caso, as equipes foram acionadas por populares, que indicaram um roubo. Prontamente os guardas foram verificar,  munidos das características do suspeito, e o localizaram, encontrando com ele aparelhos celulares. Em geral, foi um evento tranquilo. Não tivemos grandes ocorrências. Apenas pequenas brigas, mas nenhum outro fato que demandasse condução à delegacia”, conta o diretor-geral da Guarda Municipal de Aracaju, o subinspetor Fernando Mendonça.

 

A segurança da festa foi feita por 160 guardas municipais, que atuaram em pontos fixos e itinerantes, em locais estratégicos. De acordo com a PMA também foi utilizado um ônibus de videomonitoramento, dotado de equipamentos HD e de longo alcance, e também de um drone.

 

* Com informações da PMA


Veja também