Você está em: Início / Notícias / Jackson Barreto entrega nova unidade de Radioterapia do Huse

Jackson Barreto entrega nova unidade de Radioterapia do Huse

06/04/2018

Capacidade de sessões de radioterapia realizadas no hospital passará de 70 para cerca de 140 por dia

O governador Jackson Barreto entregou, na manhã desta quinta-feira (05), a nova unidade de Radioterapia do Hospital de Urgência de Sergipe (Huse). Com a inauguração do bunker e do novo Acelerador Linear do Hospital de Urgência de Sergipe, a capacidade de atendimento será duplicada na unidade. Jackson também inaugurou o novo Centro de Nefrologia e Hemodiálise do Hospital de Urgência.

“Agradeci muito a Deus quando cheguei aqui hoje. De todas as obras que estou inaugurando no estado, nenhuma toca mais meu coração e consciência do que esta. A entrega desta obra é um sonho realizado, um hino de amor e respeito aos pacientes. O que estamos fazendo com essa inauguração é melhorar o atendimento das pessoas que precisam dos serviços do SUS. Aqui, o que nós temos que comemorar é a vitória do povo. Com dois aparelhos servindo diariamente a população, a gente duplica a capacidade de atendimento fazendo diminuir o sofrimento e a humilhação dessas pessoas, os nossos irmãos mais humildes que precisam do tratamento do SUS, aqui no Huse. Sempre trabalhei para construção e entrega dessa nova unidade de radioterapia. Estou muito feliz”, declarou o governador.

Principal porta de entrada da saúde pública do estado, o Huse recebe pacientes de todo o território sergipano e de estados vizinhos e presta atendimentos de baixa, média e alta complexidade. De acordo com o secretário de Estado da Saúde, Almeida Lima, com o novo acelerador, a capacidade de atendimentos realizados no hospital passará de 70 para cerca de 140 por dia, além de diminuir o tempo de tratamento de cada paciente. "Hoje, são aproximadamente 275 pacientes aguardando para sessão de radioterapia, mas com a nova unidade serão cerca de 140 sessões diárias e nós estaremos, com fé em Deus, zerando essa fila”.

A representante do Grupo Mulheres de Peito, Sheila Galba, comemorou a conquista. “Essa é uma luta que a gente tem há três anos. Fizemos esse pedido ao governo e ao secretário de Saúde na época. E graças a Deus, Zezinho Sobral, que era um secretário muito atuante, adquiriu esse novo aparelho, o acelerador linear, que hoje está sendo inaugurado. É um passo muito importante, claro que Sergipe precisa de mais aparelhos. Está previsto para esse ano, 5 mil novos casos de câncer só em Sergipe. Em Aracaju, serão 1.500 novos casos. É importante demais essa máquina. Estamos felizes”.

Conforme a primeira secretária da Associação dos Amigos da Oncologia – AMO, Conceição Barreto, a entrega da nova unidade representa esperança aos pacientes. "A AMO recebe com grande alegria essa entrega. Para nós, que estamos no dia a dia, nessa luta contra o câncer, ver este novo aparelho nos trás felicidade e mais esperança, porque a esperança é a única que não morre", afirmou.

Para o governador o conjunto de investimentos feitos no Huse e, em especial, no setor de Oncologia, humaniza o atendimento. “Nós duplicamos o convênio com a Clinradi, para nossos pacientes não precisarem mais ir para Salvador, Arapiraca fazer tratamento. E com essa nova unidade, duplica-se o atendimento, ou seja, humaniza-se. Aqui no Huse, ainda estamos construindo uma área para um melhor acolhimento das pessoas com câncer. As pessoas que veem aqui passar o dia, fazer o tratamento, vão ter uma área especial para elas. Isso significa ter a compreensão e o respeito à pessoa, não deixar no sol, no calor, no abandono. Significa prestar um acolhimento mais humano e é isso que nós estamos fazendo”.

Bunker e acelerador

A construção da obra física (bunker), necessária para que o novo acelerador funcione foi concluída em fins de 2017, o investimento na construção do bunker foi de R$ 2.129.997,03 (recursos do Ministério da Saúde). O bunker é a sala onde se instalou o segundo acelerador linear para o tratamento de Radioterapia do Huse. O acelerador foi adquirido pelo Ministério da Saúde e integra o Plano de Expansão do Ministério, através do Sistema Único de Saúde (SUS). Após a conclusão da obra física foram feitas as instalações mecânica, elétrica e eletrônica, passando então o acelerador linear à guarda e manutenção do Hospital.

O novo acelerador linear da radioterapia começou a ser operado em fase de teste em dezembro. O aparelho é um acelerador linear CX da Varian, com duas energias de fótons (para tumores mais profundos) e cinco energias de elétrons (para tumores mais superficiais).

A física médica que atua no setor de Radioterapia do Huse, Katiúcia Bonfim, explicou que o novo equipamento tanto agiliza como reduz os efeitos colaterais no tratamento dos pacientes. “O equipamentos que chegaram facilitará e agilizará o tratamento dos pacientes. Com estes equipamentos, o próprio aparelho delimitará a região de tratamento, protegendo os órgãos adjacentes, sadios. Essa proteção que ocorre evita os efeitos colaterais que os pacientes poderão ter com o tratamento”, relatou.

Segundo a coordenadora do Setor de Oncologia do Huse, Mary Jane Souza de Oliveira Feitosa, os equipamentos era algo muito aguardado também pelos servidores da unidade. “Esse é um momento histórico, principalmente para nós servidores que trabalhamos aqui há muito tempo e estávamos aguardando por esse momento com muita ansiedade. Estou muito emocionada, porque esse aparelho vai trazer grandes benefícios para saúde de Sergipe. Esses pacientes vão ter um tratamento mais digno. Nós, hoje, vamos poder tratar o dobro do que a gente está tratando. Isso já é um ganho maravilhoso. Além disso, essa máquina por ser mais moderna, vai trazer mais benefícios também no tratamento. O tratamento poderá ser mais rápido. Esse será o maior benefício”.

O primeiro aparelho de radioterapia do Huse funciona há 17 anos. Sergipe passa a ter três máquinas de radioterapia para atender a demanda dos pacientes oncológicos locais e de outros estados: duas 3D no Huse e uma 2D no Hospital de Cirurgia.

Nefrologia

O Centro de Nefrologia e Hemodiálise vai reduzir o gargalo na prestação da terapia que é hoje prestada por clínicas conveniadas, além de permitir a realização de cirurgias urológicas e renais. A capacidade de atendimento aos usuários do SUS será duplicada.

“Com a inauguração do novo Centro de Nefrologia, a gente também duplica as condições de atendimento à população nesta área. Estou muito feliz, pois quando se investe na saúde, se investe na sua consciência, no seu coração, no seu amor pelo povo", disse Jackson Barreto.

A implantação do novo Centro de Nefrologia e Hemodiálise é resultado da transferência dos setores para o Centro Administrativo da Saúde Senador Gilvan Rocha, que abriu espaço para a implantação de novos leitos no Centro de Nefrologia. São 16 pontos (leitos) de hemodiálise e 32 leitos de internamento. Uma vez que antes eram 08 pontos de hemodiálise, abriram-se então 40 novos leitos no Huse.

O novo centro recebeu novas máquinas e os antigos leitos foram deslocados para as novas instalações, mais amplas e mais modernas e tecnologicamente avançadas, gerarão mais conforto para os pacientes. Já os 32 novos leitos de internamento vão atender a pacientes em situação de urgência, o Huse recebe diariamente cerca de 30 pacientes. O novo espaço obedece a todos os padrões estabelecidos pela Norma RDC 154, que rege o serviço de hemodiálise. O Centro possui local de repouso para profissionais e estrutura oferecendo mais conforto a profissionais e pacientes.

O coordenador do Pronto Socorro do Huse, Vinícius Vilela Dias, falou do significado do Centro para qualidade de vida dos usuários. “O novo espaço de hemodiálise e leitos de internamento apropriados representam para o paciente renal crônico: vida. Aqui eles terão um tratamento adequado”, comentou.

Huse

O governo do Estado já investiu cerca de R$ 40 milhões em reformas e adequações no Huse, com intervenções no Pronto Socorro, Centro Cirúrgico, unidade pediátrica, UTI e centro de oncologia e radiologia.

Em 2016, o Huse realizou 7.132 cirurgias realizadas, entre elas 2.338 cirurgias gerais, 1.666 ortopédicas e 1.213 vasculares. Em 2017, o Hospital passou a contar com mais uma sala de cirurgia funcionando, a sexta.

O Huse é referência no atendimento aos casos de alta complexidade. Possui 75 leitos de UTI (65 adultos e 10 pediátricos). Nos últimos anos houve um crescimento significativo nos leitos de UTI, passou-se de 13 leitos de UTI adulto para 65, e de 6 de UTI pediátrico para 10. Com a reforma do Centro de Oncologia, o número de leitos para quimioterapia para adultos foi de 20 a 27. A quimioterapia infantil tem 07 leitos.

Processo Seletivo

Na ocasião, Jackson também assinou documento para oficializar a publicação do edital de seleção simplificada para contratação de 800 profissionais da área de saúde.

“Estaremos, a partir de hoje, publicando o edital do Processo Seletivo Simplificado para contratação de 800 profissionais da Saúde, para atender toda essa ampliação de serviços que estamos fazendo em todo estado de Sergipe, nas diversas unidades de Saúde”, informou Almeida Lima.

 

fonte: ASN


Veja também