Você está em: Início / Notícias / Veja a lista de cinco golpes que se intensificaram durante a pandemia

Veja a lista de cinco golpes que se intensificaram durante a pandemia

22/06/2020

A pandemia da Covid-19 impôs uma nova rotina de vida para os brasileiros. Isolamento social, home office, consumo de produtos onlines, e tantas outras mudanças em consequência do vírus. E como em tantas outras ocasiões, criminosos têm pegado carona nesse momento de dificuldade para ampliar seus métodos de golpes virtuais. Nossa reportagem consultou o Departamento de Repressão a Crimes Cibernéticos de Sergipe, que detalhou quais os crimes que mais se intensificaram nesse período pandêmico. Veja a lista abaixo:

1 – O golpe do whatsapp

Eles não são novidades, mas nesta pandemia estão mais intensos do que nunca. Segundo a Polícia, os criminosos têm usado histórias ligadas a pandemia ou a áreas profissionais, para fazer convites a usuários do aplicativo de mensagens para cursos, eventos, grupos de conversa, entre outros, onde eles colocam como necessário para confirmar a inscrição, o fornecimento dos seis dígitos de segurança que o whatsapp encaminha para o seu celular. Quando a vítima fornece esses números, o criminoso consegue copiar e habilitar a conta do whatsapp da vítima em um outro aparelho. É nesse momento em que eles passam a pedir dinheiro emprestado aos contatos das vítimas, se passando por ela.

A Polícia recomenda nunca encaminhar esse código de segurança para outras pessoas, já que esse é um mecanismo de segurança pessoal e apenas um único usuário precisa ter acesso.

2 – Golpe do auxílio emergencial

Apesar de a investigação não ser de jurisdição da Polícia Civil, por ser um crime envolvendo um ente federal, a Polícia de Sergipe alertou para links que indicam algum tipo de cadastro para o auxílio emergencial. Muitos criminosos criam plataformas falsas para coletar os dados das vítimas, que acreditam que estão se cadastrando para receber o auxílio. O Governo Federal disponibilizou um canal seguro pela internet para solicitar o auxílio, através do site www.auxilio.caixa.gov.br.

3 – Oferta de produtos baratos

Com o e-commerce em alta, o risco para golpes também aumentou nessa seara. Criminosos têm criado publicações falsas, muitas vezes atreladas a sites de marcas conhecidas, com produtos bem abaixo do preço do mercado. As publicações e links, muitas vezes estão nas redes sociais ou chegam por e-mail. A vítima efetua o pagamento acreditando que realizou a compra, mas o dinheiro vai direto para os criminosos.

A recomendação é que verifique o selo de segurança do site, no URL da página, onde um cadeado deve estar disponível. Também desconfie de preços muito abaixo da média de mercado, o que é o primeiro indício de fraude.

4 – Leilões de veículos em sites falsos

O crime mais recente e que tem sido observado com frequência também em outros estados, é o de leilões de veículos em sites falsos. Segundo a Polícia, os sites são bem produzidos e expõem veículos com custo bastante inferior e com data e hora para os lances. As vítimas disputam lances e, após o arremate, os criminosos encaminham a solicitação dos dados para que a vítima efetue o pagamento.

A verificação do site, do CNPJ e endereço da empresa devem ser verificados antes de entrar em sites semelhantes, e a qualquer indício de fraude, não efetuar pagamentos e acionar a Polícia.

5 – Falsas campanhas

São golpes observados em todo território nacional. Criminosos utilizam a marca de grandes empresas para anunciar que estão arrecadando doações com propósito social, ou até oferecendo produtos como álcool em gel, por exemplo, disponibilizando um link para inscrição dos interessados. Ao fornecer os dados, os criminosos tentam ter acesso a informações bancárias da vítima.

Por Ícaro Novaes


Veja também