Você está em: Início / Notícias / Governador empossa novos presidentes da Sergas e Codise

Governador empossa novos presidentes da Sergas e Codise

23/05/2018

Eugênio Dezen assumiu a diretoria- presidência da Sergipe Gás S.A (Sergas). Já José Matos Lima Filho foi empossado novo diretor-presidente da Companhia do Desenvolvimento Econômico de Sergipe(Codise)

O governador Belivaldo Chagas deu posse, na manhã desta segunda-feira (21), aos novos diretores-presidentes da Sergipe Gás S.A (Sergas), Eugênio Dezen, e da Companhia do Desenvolvimento Econômico de Sergipe(Codise), José Matos Lima Filho. A solenidade ocorreu no auditório da Codise e contou com a presença de secretários de Estado, secretários municipais; o deputado federal Laércio Oliveira, deputado estadual Zezinho Guimarães; o prefeito de São Cristóvão, Marcos Santana; o superintendente do Sebrae/SE, Emanoel Sobral; o gerente Geral da Petrobras para Sergipe e Alagoas, Paulo Marinho de Paiva Neto, empresários e comunidade.

Para o governador Belivaldo Chagas, os novos nomes irão contribuir para a busca de mais empreendimentos e investimentos para o estado. “São dois nomes de competência comprovada. Dois nomes extremamente importantes para a economia de nosso estado e, tenho certeza absoluta, que vão buscar mais empreendimentos e vão avançar a questão do gás em Sergipe. Há uma preocupação no sentido de que a gente possa avançar para levar gás para nossas indústrias, assim como há a necessidade de atrair mais empresas para o estado. Tenho certeza que empenho não vai faltar”, disse o governador Belivaldo Chagas. 

Durante a solenidade, Belivaldo fez questão, ainda, de reforçar o empenho do governo para a manutenção da Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados (Fafen). “O governo do Estado tem tido a preocupação de buscar investidores para a Fafen, já que a Petrobras não demonstrou mais interesse de continuar. A Fafen é de extrema importância pela cadeia produtiva que gira em torno dela e temos que fazer de tudo para que ela continue a funcionar no estado”, disse. 

Em seu discurso, o novo diretor da Sergas, Eugênio Dezen, destacou o desafio de continuar levando o estado no caminho do desenvolvimento e falou dos novos investimentos em Sergipe. 

“A energia provinda do petróleo vai ser o grande futuro de Sergipe. Uma nova mudança está por vir com a produção em águas profundas e ultraprofundas e com a entrada da Termoelétrica. Seremos um dos estados com grande potencial de consumo de matéria prima oriunda do petróleo, principalmente o gás. Temos, hoje, um navio gaseificador que estará se instalando agora em 2019 começando a produzir em 2020, disponibilizando uma riqueza imensa que é o gás. Temos, além desta plataforma, na própria área da Petrobras já descoberta, já mapeada as reservas, capacidade para colocar mais uma ou duas plataformas e temos, também, toda uma área adjacente a essas áreas da Petrobras adquiridas pela Queiroz Galvão e pela Shell, que também nos próximos sete anos devem vir a produzir. Então, nós teremos um estado altamente rico em energia e matéria prima petrolífera. Isso vai fazer a diferença para o nosso estado, vai dar um salto de qualidade. Para isso, a Sergas vai estar preparada e nós temos consciência de prepararmos para ela atuar e aproveitar essa oportunidade”, destacou. 

Codise 

Já o novo presidente da Codise, José Matos Lima Filho, falou sobre a missão de continuar o trabalho desenvolvido por Eugênio Dezen no estímulo aos investimentos e negócios. 

“A Codise, junto à Sedetec, é a principal fomentadora de desenvolvimento econômico do nosso estado. Tendo como missão não só atrair investimentos que geram empregos, mas tornar os empreendimentos sustentáveis, garantir o emprego duradouro, a estabilidade financeira para as famílias e uma vida digna. Neste momento de dificuldade que a economia brasileira atravessa, Sergipe também sofre seus efeitos. Mas com a missão de atrair novas empresas para o estado, além de contribuir com a expansão dos empreendimentos aqui instalados. A parte mais importante do progresso é o desejo de gerar renda e desenvolvimento para o nosso estado. Durante a gestão de Eugenio Dezen, em que eu era diretor administrativo e financeiro, mudanças importantes aconteceram na Codise. Modernizamos o Parque tecnológico, criamos uma diretoria responsável pela captação de novos negócios. Minha missão agora é continuar o trabalho que já havia sendo desenvolvido e trabalhar ainda mais. Atenderemos as diretrizes estabelecidas, buscando tornar o trabalho ainda mais eficiente e eficaz. Corrigindo imperfeições e otimizando respostas para a população”, pontou. 

Sergas 

A Sergas é uma sociedade de economia mista criada em 1993 com as atribuições de adquirir, armazenar, transportar, distribuir, comercializar e prestar serviços correlatos na área de energias renováveis e gás. O capital da Sergas é composto por recursos oriundos de entidades públicas e privadas, sendo atualmente formada pela participação dos acionistas: governo do Estado de Sergipe, Mitsui Gás e Energia do Brasil Ltda. (empresa do grupo japonês Mitsui & Co., Ltd.) e Petrobras Gás S.A. – Gaspetro. 

Eugênio Dezen é natural de Três de Maio, Rio Grande do Sul. Dezen vive em Sergipe desde 1981, quando chegou ao estado transferido da unidade da Petrobras na Bahia. Antes de assumir a gerência-geral da UN-SE/AL, no ano de 2003, Dezen ocupou o cargo de gerente setorial do Suporte Técnico, entre 2001 e 2003, além da gerência de Caracterização e Estudos Especiais e de Reservatório. De 2013 a 2016, foi Gerente Executivo de Serviços da Petrobras, no Rio de Janeiro. Em abril de 2017, assumiu a Presidência da Codise. 

A Companhia de Desenvolvimento Econômico de Sergipe (Codise) é uma empresa de economia mista do governo de Sergipe e está vinculada à Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico, da Ciência e Tecnologia, Sedetec. Criada em 1976, a Codise se firma como a principal fomentadora e executora de políticas e programas para o desenvolvimento industrial, de recursos minerais, do comércio, de serviços, da ciência e tecnologia, bem como apoiar os planos de programas nas áreas de empreendimentos turísticos, de agronegócios e aquicultura do Estado de Sergipe. Através da Codise as empresas têm à disposição instrumentos eficazes de promoção industrial, além de assistência técnica para alavancar recursos financeiros a baixo custo junto à rede bancária, incentivos fiscais (PSDI), locacionais e infraestruturais. 
José Matos Lima Filho é graduado em Administração de Empresas pela Faculdade de Administração e Negócios de Sergipe (2002), possui MBA em Gestão de Negócios pela Fundação Dom Cabral (2009) e integrou o Programa de Desenvolvimento de Dirigentes da Fundação Dom Cabral de 2008 a 2010.  Natural de Aracaju, José Matos Lima Filho possui sólida experiência em gestão de negócios, tendo desempenhado várias funções estratégicas e de gestão na iniciativa privada ao longo de quase 30 anos – foi Diretor-Financeiro do Setransp entre 2010 e 2013. Ultimamente, era Diretor Administrativo e Financeiro da Codise.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte:ASN


Veja também