Você está em: Início / Culinária / Delícias da culinária sergipana

Delícias da culinária sergipana

14/03/2017

De pitomba à moqueca, pude provar muita coisa que é incomum para os mineiros (prazer, sou mineirim!) sem aquele preconceito de dizer “ah eu não gosto disso!“. Penso que conhecer os sabores de outras regiões é uma das coisas mais gostosas durante uma viagem. Então, vamos às delícias:

1 – Caranguejo

 

restaurante-duna-beach-mosqueiro-aracaju-sergipe-11

O principal prato da culinária sergipana é encontrado em qualquer canto da cidade. Comer caranguejo é quase uma terapia para os aracajuanos e tem todo um ritual para encontrar a pouca carne que o animal possui. É necessário um martelo para quebrar o casco, começando pelas patas e depois pelo corpo.

Não é um prato para comer bem, é um petisco, para comer sem pressa, tomando uma cerveja gelada e curtindo a brisa do mar. A melhor opção para provar o prato é o Restaurante Duna Beach, na Praia do Mosqueiro.

 

2 – Moqueca de Camarão

A moqueca de camarão com leite de coco é um prato muito comum pelo nordeste. Incomum é o nome que o prato recebe no Restaurante Caçarola, “Camarão de Cueca”. Com um camarão macio e bem temperado, o prato vem acompanhado de arroz, pirão, farofa e vinagrete.

Na bela Praia do Saco, o Restaurante Asa Branca possui uma deliciosa moqueca de camarão, feita pela Dona Neuza. E ela ainda tem outras especialidades com frutos do mar, vale a pena conferir!

3 – Peixe, polvo, lula, camarão, salmão e lagosta

Frutos do mar são fortes ingredientes da culinária sergipana e os ingredientes acima podem ser saboreados no Restaurante Bada Grill, na Passarela do Caranguejo. Das 6 opções citadas, o cliente escolhe 4 para compor o prato “Chapa mista com quatro frutos do mar”, que ainda vem acompanhado de arroz, farofa, e salada.

4 – Feijoada sergipana

Um dos pratos típicos da culinária mineira é também uma ótima opção na culinária sergipana. A feijoada é um prato que agrada muita gente, mas algumas pessoas não gostam de certos ingredientes, porém isso não é problema na feijoada do Hotel Quality. Graças a uma excelente ideia, os ingredientes são servidos em recipientes separados, assim você come somente aquilo que gosta.

Já é tradição em Aracaju a feijoada servida no hotel às sextas-feira, com a presença de executivos da cidade e aberto aos turistas e moradores. Além da feijoada, há opções de entradas e sobremesas, já inclusas.

5 – Pitomba, graviola, jaca-dura

A Pitomba é o fruto da pitombeira, possui uma casca dura mas facilmente aberta com um grande caroço que ocupa quase todo o seu interior. Com a casca marrom e o interior branco, a fruta mede 2cm de diâmetro e dá em cachos, podendo ser consumida diretamente.

A graviola é uma fruta oval, com a casa verde escura e coberta de espinhos. Possui poupa branca com sabor levemente adocicado e ácido.

A jaca mais comum no Sudeste é a jaca-mole e eu não gosto. A jaca-dura que provei em Aracaju possui um gosto similar a jaca-mole porém, como o próprio nome diz, é mais consistente e para comer agente não se lambuza todo como a jaca-mole.

As três frutas podem ser encontradas com vendedores ambulantes ou nos Mercados Municipais e vale a pena provar. Eu gostei da pitomba e da jaca-dura.

6 – Mangaba

A mangaba é um fruto comestível e utilizado na fabricação de doces, sucos e sorvetes. O Sergipe é o maior produtor de mangaba do Brasil, aí já viu né, é mangaba pra todo lado. A minha primeira experiência com a fruta foi no Restaurante Pastel da Jane, onde tomei um delicioso e concentrado suco de mangaba.

Também chupei um picolé da fruta na volta do passeio até a Praia do Saco e comprei uma geleia de mangaba na Feira do Turista, na Orla de Atalaia.

7 – Aratu

O aratu é um caranguejo de mangue que possui um ótimo sabor, muito comum em alguns pratos da culinária sergipana. Em Aracaju, eu provei o pastel de aratu do Bar do Kid enquanto presenciava o belíssimo Projeto Pôr do Sol de Aracaju, na Praia do Mosqueiro. No Pastel da Jane também tem pastel de aratu. Mas o Aratu que mais me agradou foi o do Pitú com Pirão da Eliane, talvez pelo tempero, delicioso.

8 – Caldo de frutos do mar

Também na Escuna Gazella, provei o delicioso caldo de frutos do mar, uma espécie de moqueca com camarão e outros frutos do mar, porém sem leite de coco. Estava divino!

9 – Castanha de Caju

É castanha de tudo quanto é jeito, doce, salgada, torrada, apimentada, cristalizada. No Mercado Municipal Thales Ferraz, vá no Laticínios Irmãos Santos e prove cada uma delas.

10 – Nhoque com frutos do mar

É isso mesmo, a inovação é do Restaurante Duna Beach. Os proprietários são italianos e, inicialmente, montaram um restaurante com cardápio italiano. Com o tempo, adaptaram alguns pratos à culinária regional e o resultado não poderia ser melhor.

11 – Macaxeira ao Forno de Charque

O delicioso prato é servido no Rei da Sopa, localizado na Passarela do Caranguejo. É uma espécie de escondidinho de macaxeira com charque, só que vai ao forno e tem queijo por cima, que fica todo gratinado.

12 – Doces artesanais

Para acabar com a sua dieta e “se acabar” nos doces artesanais, vá na Orla Pôr do Sol e prove os doces de amendoim, cocada e as rosquinhas, tudo feito pelos moradores locais.

13 – Sorvete de Tapioca

No Restaurante Caçarola, o sorvete de tapioca tem um nome curioso, “Moça Virgem”. A sobremesa é um sorvete de tapioca com calda de banana flambada na cachaça, e cai muito bem após o almoço.

14 – Queijada

A iguaria gastronômica portuguesa é muito tradicional na cidade de São Cristóvão, pertinho de Aracaju. A queijada mais parece uma broa com cocada em cima e não possui queijo. Esse nome é uma “pegadinha”. O melhor lugar é na Casa da Queijada, na Praça Getúlio Vargas em São Cristóvão.

15 – Pizza de camarão / charque

Não poderia faltar, pizza! Na Cantina La Mamma Pizzaria tem todos os sabores tradicionais, mas dois são exclusivos, charque e camarão. A massa é fininha e crocante e o recheio saboroso.

16 – Casquinha de Caranguejo

O prato é destaque no Festival do Caranguejo, evento que ocorre em Aracaju todos os anos. Com tempero marcante, o prato é sucesso para os amantes de caranguejo e pode ser experimentado no Cariri, também na Passarela do Caranguejo.

Estas são algumas delícias da culinária sergipana que eu pude provar. Mas ainda tem vários outros opções para provar pelo estado de Sergipe. E agora, falta mais algum motivo pra ir provar estas delícias? Aracaju espera você de braços abertos, com uma culinária sem igual.


Veja também